Banco do Brasil

Fato ou Fake

Banco do Brasil • 5 de dezembro de 2018

Banco do Brasil lança campanha de soluções digitais assinada pela WMcCann

Com uma ampla comunicação embalada por um dos temas mais discutidos da atualidade, as fake news, o Banco do Brasil estreia sua primeira campanha assinada pela WMcCann, que conquistou a conta em outubro deste ano. A empresa aborda o assunto para mostrar o que de fato e de fake existe na percepção do público em relação à marca, seus produtos e soluções digitais. Com lançamento em 11/11, a campanha “Fato ou Fake” conta com ampla presença na plataforma digital, tendo toda a fase de teaser concentrada nas redes sociais. Além disso, o trabalho também terá material para TV, mídia impressa e OOH.

O desenvolvimento da comunicação foi traçado tendo como base o posicionamento do BB: uma empresa brasileira inovadora, que conecta as pessoas às suas realizações. A partir dessa premissa e tendo no radar as fakes news como um dos grandes problemas que atingem, hoje, o mundo, a criação usou o assunto como fio condutor dos roteiros para mostrar o que de fato e de fake há sobre as soluções digitais do banco.

Nas peças, a realidade de quem é cliente, de quem conhece de fato o banco, de quem usa e sabe as vantagens que o BB oferece é contraposta a percepções equivocadas que não representam a variedade, praticidade, inovação e eficiência das soluções digitais de que a instituição dispõe, deixando claro que é um “banco de fatos”. A comunicação recorreu a um tom mais moderno, dando o protagonismo que exige uma empresa como o Banco do Brasil.

A escolha das fake news como mote alinha-se perfeitamente à necessidade de um mercado que tem a confiança entre os seus principais atributos. Os dois filmes iniciais de lançamento seguem uma sequência explorando esse tema em relação aos serviços de banco, e mais especificamente ao do Banco do Brasil. O primeiro discute o que é fato ou fake quando questiona: “Os celulares vão substituir as agências?”, “O dinheiro vai deixar de existir?”, “Um banco é melhor só porque nasceu digital?”. A outra peça é mais reveladora a respeito das soluções digitais e avalia sobre o que é ou não real quanto as funcionalidades do app do banco no mercado e o quanto ele é fácil e ágil para abrir uma conta.

Em um segundo momento, outros três filmes em estilo testemunhal são ainda mais pontuais sobre o que o BB oferece. As cenas se intercalam indagando se todo mundo conhece o Banco do Brasil, se o que se ouve sobre a empresa é verdadeiro ou não, se o seu app é o mais bem avaliado, se é possível abrir uma conta em minutos pelo aplicativo, se há atendimento nas redes sociais, entre outras questões que vão sendo respondidas, até o convite final para que o público abra sua conta no banco e comprove que, de fato, ele apresenta as melhores soluções digitais.