Exército de Salvação

Presentes Indesejados

Exército de Salvação • 2 de abril de 2018

Campanha do Exército de Salvação apela para o humor para aumentar arrecadação de donativos

Em vez de peças com apelos emocionais, como é comum em ações sociais, a nova campanha do Exército de Salvação partiu para o bom humor para mobilizar as pessoas em seu trabalho de arrecadação de donativos. A comunicação foi buscar exemplos até mesmo nas figuras de políticos internacionais, como Donald Trump e Kim Jong-um, para mostrar que o que pode não servir para uns pode ser perfeitamente útil para outros.

“Como o Exército de Salvação arrecada objetos em bom estado, nós procuramos lembrar às pessoas que talvez elas tenham algum presente, alguma roupa, algum móvel ou qualquer outra coisa muito boa em casa que não é usada apenas porque elas não gostam, não se identificam ou esqueceram em algum canto”, conta Eiji Kozaka, diretor de criação da WMcCann. No filme isso fica claro com a cena de uma garota que recebe um daqueles presentes que não têm nada a ver com ela, uma roupa completamente fora do seu estilo.

Já as peças para o impresso e digital, brincam com os gostos particulares de personalidades políticas e mostra que o chapéu mexicano que o Donald Trump despreza ou a camiseta I Love New York que Kim Jong-um detesta, podem, sim, servir para várias outras pessoas. A campanha começa a ser veiculada hoje, 02/04.

A instituição agenda retirada de doações pelo site www.exercitodoacoes.org.br.